Etiquetas

Ryan Murphy, produtor executivo de Glee, afirmou já saber como a série irá acabar e quais personagens que estarão na cena final.

Em entrevista, Murphy revelou que a sexta temporada da série deverá ter 24 episódios e os produtores já estão a discutir quais os personagens que irão regressar e se veremos novamente McKinley High. Outro destaque foi a vida amorosa de Rachel.

O produtor afirmou que o plano original para o fim da série teve de mudar com a morte de Cory Monteith. Finn iria tornar-se o líder do Glee Club e Rachel teria as suas aventuras em Nova Iorque. Murphy ainda revelou que a decisão de recomeçar foi tomada coletivamente e que pensa que foi a escolha acertada. “Creio que isso deu energia à série, fazendo-o mais voltado para jovens adultos do que jamais seria.”

Quando perguntado sobre os novos alunos do McKinley, Murphy respondeu que teremos atualizações sobre eles antes da série encerrar. O plano é mostrar onde eles estão e como o New Directions afetou as suas vidas, tal como já é feito com os personagens originais de Glee.

Outra novidade é de que o que estamos vendo agora não deve continuar na temporada final. Nova Iorque, cenário atual escolhido para o final desta temporada (5ª), pode não retornar como localização principal e a próxima temporada deve ter histórias próprias, com o retorno se Sue Sylvester e Will Schuester, o que deve trazer um final interessante e satisfatório para a história.

A cena final será sobre Rachel e Will Schuester e o retorno às origens, suas raízes e como eles se sentiam um pelo outro quando eram mais jovens. “Acho que o final tem de refletir a celebração do quão longe estes personagens chegaram. Teremos um salto no tempo e vamos trazer de volta todos aqueles que quiserem voltar. Qualquer um que queira fazer parte da série será muito bem-vindo.

Já sobre o assunto mais complicado da série, ou seja, a vida amorosa de Rachel, Murphy admitiu: “Tivemos que fazer uma pausa e repensar no que iríamos fazer com a Rachel. Decidimos tirar da equação a possibilidade de um substituto para o Finn, até porque isso nem seria possível. Decidimos focar-nos na carreira. Ela será uma estrela, contudo ainda estamos a discutir o seu futuro amoroso. Para isso, iremos consultar a Lea. Ainda não conseguimos seguir com o assunto pois é um assunto sensível e que divide os fãs. Vamos seguir as direcções da Lea, tal como fizemos muitas vezes neste ano.

Anúncios