Etiquetas

2014-10-18-greys4

Caros seguidores,

O episódio desta semana incide, substancialmente, no passado. O flashback que fizeram para contar o que se tinha passado entre Ellis e Webber fez-nos entender muito melhor todo este enredo. No meu ponto de vista Richard agiu muito mal com Ellis, e graças á sua inveja e egoismo, perdeu a possibilidade de conhecer a sua filha biologica- Pierce. Também Meredith tenta conhecer e perceber melhor a mãe através do diário que esta escreveu no ano em que Pierce nasce.

Ficamos a conhecer a perspetiva de Ellis tal como nunca tinhamos percebido. A verdeira história do seu relacionamento e da sua paixão por Webber, acho que foi o ponto forte deste episódio. A minha opinião perante a mãe de Grey mudou totalmente. Até agora a imagem que tinha era de uma pessoa fria, que não deu carinho á filha nem foi capaz de amar alguém porém estava completamente enganada. Ellis foi traída e abandonada e isso é algo extremamente duro. Um ponto bastante interessante que quero abordar, em que se nota a diferença de mentalidades (ou não), é a inveja que Webber sentia de Ellis, o médico não queria ficar ao lado de alguém que tivesse mais mérito e sucesso que o próprio. A audiciadade de Ellis abalava-o de um modo, que este preferiu prescindir do amor que sentia pela cirurgiã. E agora eu deixo a pergunta: algum dia ele a amou? Richard Webber, para mim, não passa de um homem egoista frustrado. A mudança de época gerou uma mudança de mentalidades, e nos nossos dias já existem imensas mulheres com altos cargos e bem sucedidas, a usufruirem de um salário mais alto do que o dos seus maridos. E esse facto não deve ser um obstáculo nem um impedimento, temos tantos direitos quanto os homens e é por isso que devemos lutar.

Voltando ao quarto episódio desta temporada, não queria deixar de sinalizar alguns pontos fracos: a relaçao de Alex e Jo, parece que caiu no esquecimento, assim como Kepner e Avery. Gostava de ver mais destas personagens.

E finalmente Derek descobre que Pierce é irmã de Meredith e fica radiante. Contudo Pierce quer abandonar o hospital, será que o vai fazer? A trama acaba com a conversa entre as duas, e Grey mostra lhe o diário e fala-lhe sobre a mãe. Achei extremamente comovente esta conversa, afinal nenhuma tem culpa do que se passou no passado e das escolhas/atitudes de Ellis.

Termino, mais uma vez, com a reflexão de Grey: ‘Dizem que podemos reprimir as nossas memórias, mas acho que estamos apenas mantendo-as seguras em algum lugar. Porque não importa o quanto possam doer, elas são as nossas posses mais valiosas. As nossas vidas são construidas em cima dos nossos erros, tanto quanto os nossos sucessos. Elas nos fizeram ser quem somos’.

Boa semana ! :)

Anúncios