Etiquetas

Greys-11x06-19

Caros seguidores,

Bem-vindos a mais uma review de Anatomia de Grey, foi uma longa espera até ao sexto episódio desta temporada. As novidades não param de chegar a Seattle.

Este episódio, para mim, foi um dos mais completos que esta temporada teve, devido ao facto de ter se ter focado em vários personagens. Esse foi o ponto-forte da semana. As saudades que eu ja tinha de ver a Kepner e o Avery com as suas adversidades familiares, assim como Alex e Jo, finalmente voltamos a ver um pouco da ‘chama’ que os une. Adorei ver a Bailey a correr e frisar um assunto muito importante, não só para os doentes como também para os médicos, é preciso ter cuidado com a alimentação e manter uma vida ativa. Aqui está uma bela mensagem para todos.

O ponto-fraco, na minha prespetiva, continua a ser a interpretação de Pierce. Esta atriz não está a convencer com este personagem. Não tem carisma nenhum. Outro elemento que aponto como ponto-fraco é o facto de não abordarem a existencia de Lexie, afinal esta era irmã de Grey com a qual não tinha tido convivencia na sua infancia e que só a conheceu depois de adulta. Tal como acontece com Pierce. Parece que houve uma quebra na historia. É que nesse seguimento faria sentido que Grey ficasse bastante magoada por, mais uma vez ,não ter podido crescer com a companhia da irmã. Desse modo não teria se sentido tão sozinha na infancia e adolescencia. Mas creio que ainda haverão mais novidades quanto a esta situação.

Outro momento de ‘arrebatar’ neste episódio foi a noticia que Arizona recebeu da sua orientadora. Creio que está no meio de um dilema bastante complexo, em que por um lado tem o dever de denunciar mas por outro lado, tem a oportunidade para aprender tudo sobre uma determinada componente cirúrgica bastante complexa, que é operar um feto. São casos que deixam muito que pensar, o que é que voces fariam? Pode parecer surreal, mas cada um de nós, ao longo da vida já teve de fazer opções dificeis e, por vezes, cruéis. Não é facil estar nessa posição.

Termino com as palavras de Grey que, finalmente cedeu aos encantos de Sheperd: «O ABC do trauma é uma ótima ferramenta para manter um paciente vivo mas é apenas o ponto de partida. Uma vez que as vias aérias, a respiração e a circulação do paciente estão boas e conferidas. Mas é aí que verdadeiro trabalho começa.. a bagunça começa. Não há como saber quanto tempo vai demorar para arrumar o caos.»

Pontuação: 8.5

Boa semana!!

Anúncios